Just another WordPress.com weblog

Mais Recente

ENGULA ESSA AGORA!

Suquinho de uva: para chegar ao tom carmin, foram necessários mais de 70 mil cochonillas, dos quais foram extraídos o devido corante

Sabe aquele suco delicioso feito a partir de néctar de frutas, geralmente de tons carmins (uva, morangos, groselha, etc)? Pois é! Saiba que ao tomar um copinho disso, saiba que você ingeriu nada menos que uma série de Dactylopius coccus. Ou seja, trata-se de um insetinho conhecido como cochonilla. Duvida? Dê uma olhada nos ingredientes do tal suco e você vai encontrar: “corante natural carmim de cochonilla”. Nunca reparou? Difícil, já que nós não temos o costume de ler coisinhas longas, pequenas e cujas palavras são estranhas e cansativas de ler. Mas vamos entender o que é o cochonilla.

De acordo com a boa e velha Wikipedia1, o cochonilla é um inseto da ordem das hemípteras, ou seja, parente da cigarra e dos pulgões. Por aí já se tem uma ideia do negócio. É do cochonillaque são extraídos os corantes necessários para dar o tom carmim aos sucos que mencionei no início. E para se chegara aproximadamente meio quilo do corante, faz-se necessário o sacrifício de 70 mil bichinhos!!! Que nós ingerimos sempre e nem fazíamos ideia.

Esse é o cochonilla, inseto da ordem das hemípteras, ou seja, parente da cigarra e dos pulgões

De acordo com a enciclopédia livre, o ácido carmínico era originalmente utilizado pelo povo mexicano asteca, para tingir tecidos e foi introduzido na cultura ocidental por volta de 1.500 pelos colonizadores espanhóis. De lá para cá, não se encontrou substituto à altura. Embora a utilização de corantes sintéticos no início do século XXI tenha reduzido drasticamente a participação do produto no mercado, logo na década de 80 estudos indicavam problemas causados pela alta toxidade do pigmento artificial vermelho. Foi aí que o carmim voltou à pauta, sendo o principal corante de alimentos utilizado hoje2.

Aí vem a questão: e daí? Esse bicho causa algum mal? Bom, a princípio não. Falava-se em câncer, intoxicação alimentar, reações alérgicas e outras balelas. Mas nada concreto. Uma pesquisa tenta provar que ao ingerir o cochonilla, a pessoa corre o risco de ter um choque anafilático. Mas, mesmo assim, nada comprovado. Na internet a gente acha a mesma coisa, geralmente retirado da Wikipedia. Se houverem estudos científicos que comprovem esses males, devem estar em outro idioma. Mas não custa nada continuar pesquisando, né gente?

Pois bem, enquanto não descobrem que tomar suco de uva ou morango faz mal à saúde, podem continuar bebendo a vontade, curtindo com amigos, celebrando a vida com o doce néctar de frutas e tal. Mas fique sabendo, e isso é fato, que você está ingerindo o sangue extraído de milhares de bichinhos, com perninhas e tudo mais. E agora? Como vai ficar sua consciência depois dessa? Rsrs!!!!!

Acho que você nunca reparou nos ingredientes do referido suco, não é mesmo?

 

1 http://pt.wikipedia.org/wiki/Cochonilha

2 http://www.bemalimentado.com/Cochonilha.php

FANTASY NO SEKAI 2011 – Roraima sedia mais um super evento de anime

O evento terá a participação dos cosplayers Andih e Areka, campões do Yamato Cosplay Cup (YCC-NORTE). Foto: Divulgação/ FNS 2011

A juventude roraimense, e também os adultos, terão mais uma oportunidade de diversão, com a realização de um dos maiores eventos de anime do estado: o Fantasy No Sekai 2011, marcado para acontecer no próximo dia 19, no ginásio do Sesc/ Mecejana, a partir das 13h00. Os ingressos serão vendidos a R$ 10, sendo que estudantes com carteirinha terão direito à meia-entrada.

A festa segue a mesma linha de eventos semelhantes já realizados com freqüência em outros estados, como o Anime Friends (SP) e o AnimeRio (RJ). Ou seja, não vai faltar exibição de animes, festival de cosplay, desfile de lolitas e, a grande novidade em Roraima, a vinda do dublador Robson Kumode, responsável por emprestar sua voz a vários personagens de animes, como Orfeu de Lira (Cavaleiros do Zodíaco), Sasuke (Naruto), Kon (Bleach), além de outros filmes e seriados.

Segundo Gabriely Tavares, desde o ano passado, ele e um grupo de amigos estão lutando para realizar o evento no Estado. Em outubro de 2010, foi realizado um Fantasy no Sekai modesto, com poucas atrações, apenas para atrair a atenção do público.

“Em 2010 fizemos apenas um ‘aquecimento’, para ver se o público roraimense iria aprovar. E a recepção foi ótima, com mais de 200 pessoas participando. Isso nos motivou a trabalhar para que neste ano de 2011, o Fantasy no Sekai se tornasse uma realidade”.

Entre outras atrações deste ano, destacam-se: campeonatos de games, concurso de desenhos, matsuri dance (dança pop japonesa), além de venda de produtos alusivos ao tema. O FNS 2011 terá a participação de dois cosplayers de Manaus, Anderson Dantas (Andih)  e Ananda Assayag (Areka), campões do Yamato Cosplay Cup (YCC-NORTE).  

 

Importância social

 

Outro cosplay de Areka

Eventos de anime são um sucesso em todo o país e também em vários países do mundo. Fãs de eventos como esses, que também são apreciadores da cultura japonesa, são chamados de otakus, palavra que um dia já foi usada de forma pejorativa.

No Brasil ainda já muito preconceito em relação a este segmento cultural, e a Internet está aí para comprovar. Há quem diga que fãs, organizadores ou simplesmente freqüentadores de eventos de anime são alienados e “não tem o que fazer”. Gabriely Tavares discorda.

“Todos as pessoas que organizam eventos de anime são pessoas responsáveis, com emprego, formação acadêmica nas mais diversas áreas, como tecnologia, saúde e  ciências sociais. No caso do Fantasy no Sekai, colegas nossos estão fazendo mestrado em diversas áreas. Então, não há porque rotular pessoas assim como alienados ou desocupados”.

Gabriely acredita que eventos assim podem muito contribuir para a sociedade, desde a geração de empregos (já que a confecção de cosplays exige capacitação e técnica), até orientação profissional. Quem é fã de anime ou de jogos, por exemplo, tem interesse por história, arte em geral e tecnologia. E acaba se profissionalizando nesta área.

“Acredito que, como a cultura em Roraima é plural, eventos de anime vão atender a uma grande parcela das pessoas, desde crianças até jovens, e até adultos, já que são envolvidos pela nostalgia dos tempos de infância”.

Mais informações sobre o evento, como o regulamento para os campeonatos e desfiles, podem ser conferidas no blog oficial (www.fantasynosekairr.blogspot.com) e na página do Facebook (http://facebook.com/fantasynosekai). Os telefones de contato são 8113-2302 e 9971-1829.                         

Entenda os principais termos da cultura japonesa    

         

Otaku: Termo que chegou a ser utilizado com um termo pejorativo, mas com a popularização de eventos de anime, passou a designar aquele indivíduo fissurado na cultura nipônica como um todo;

O dublador Robson Kumode será um dos grandes convidados do evento, onde vai palestrar sobre dublagem

 


Cosplay: É como são chamados aqueles que se vestem de personagens de quadrinhos, filmes, mangas, séries da TV, entre outros;          

        

Anime: Em tese, é como os japoneses designam qualquer animações. Mas para o ocidente, refere-se exclusivamente ás animações nipônicas.  Entre os mais famosos estão: Bleach, Naruto, Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball Z, etc.                

 

Tokusatsu: São os heróis japoneses (em sua maioria) dotados de armaduras, armas, robôs, etc. Os mais conhecidos: Ultraman, Jaspion, Changeman, Flashman, e mais recentemente, Power Rangers.  

        

Origami: É arte que transforma uma folha de papel em diversos elementos, como animais, pessoas, flores, entre outras figuras.

 

 

 

 

Cadê a cidade que deveria estar aqui?

Fotos: Fabio Cavalcante

Enchente no Centro de Boa Vista

Caetano Filho, conhecido como "Beiral", onde canoas sao os unicos meios de transporte

A Orla Taumanã em dois momentos: durante o verão e atualmente, no inverno mais do que rigoroso

A plataforma baixa da Orla, totalmente submersa pelas aguas do Rio Branco

 

Obs.: Até o momento em que estas imagens foram feitas, o nível do Rio Branco era de 10,08m, em uma manhã. Com as chuvas, o volume de águas segue aumentando, aumentando…  

Chove sem parar…

Rua Lourival Silva, bairro Tancredo Neves - Boa Vista/RR

Caminhando pela querida Boa Vista, minhas lentes captaram as cenas desta postagem. Mostra um pouco do castigo dado à cidade pelo inverno rigoroso. As chuvas caem todos os dias e o quadro deixado é esse: enchentes, alagações e revolta por parte da população, que se sente desprezada ano após ano pelo poder público.

E vamos considerar: chove todos os anos e as autoridades sabem disso. Porém, pouca coisa é feita para evitar que famílias sejam afetadas pelas enchentes. Não estamos falando em condenar São Pedro por causa das chuvas que caem.

Não! O que ocorre é que a estrutura da cidade continua a mesma. As ruas são disformes, muitas se que viram a cor do asfalto e a forma de escoamento das águas é da pior forma. E acaba dando nisso: enchentes, enchentes, enchentes…

É claro que a população tem sua parcela de culpa. Quando alguém joga lixo nas ruas, o mesmo irá entupir os bueiros e que vai resultar nas alagações. Isso todo mundo está cansado de saber, mas poucos sabem cumprir com seu papel.

E não venham me dizer que faltam trabalhos de conscientização e educação ambiental nos bairros. As escolas trabalham com isso todo o tempo. A mídia trabalha com isso o tempo todo. Até as autoridades, seja municipal ou estadual, fazem esse tipo de conscientização pelos bairros por onde passam. O povo é que muitas vezes não cumpre. Então, não adianta reclamar quando estiver nessa situação…

Saúde roraimense: maculada até a alma

Policiais federais, durante a apreensão de equipamentos na empresa Cardan

Roraima amanheceu nesta quarta-feira (16) com mais uma polêmica nas costas. Com a deflagração da Operação Mácula, da Polícia Federal, vários servidores da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) e também da empresa Cardan foram presos, sob acusação de fraudes em licitações de medicamentos.

Ao todo, foram expedidos 16 mandados de prisão e outros 21 de busca e apreensão. Agentes da Polícia Federal e da Guarda Nacional espalharam-se por vários pontos da capital de Boa Vista para executar a operação, sobretudo, no depósito e na distribuidora da empresa Cardan e no prédio da Departamento de Assistência Farmacêutica (DAF), antigamente denominada  Dadimed.

A operação foi executada a partir de 06h00, em parceria com o Ministério Público Estadual e o Ministério Público de Contas. As denúncias dão conta de que as fraudes (que consistiam em superfaturamento na compra dos medicamentos e equipamentos hospitalares) tenham ultrapassado R$ 30 milhões, no período entre 2008 e 2009. Porém, há a suspeita de que as falcatruas vêm ocorrendo desde o início dos anos 90.

Ou seja, o esquema passou pelas gestões de Ottomar Pinto (morto em 2007), Neudo Campos (que foi derrotado na última eleição, sendo candidato ao Governo), Flamarion Portela (atual deputado estadual pelo PTC).

 

DETIDOS NA PF – Confira alguns nomes divulgados

  • Élida Faustino Almeida
  • João Batista Carvalho de Aguiar
  • Idaí Alves de Alencar
  • João Monteiro da silva Filho
  • Carlo Carlon Baliera
  • Augusto Cesar Almeida de Jesus
  • Tamashi Gomes Nakazaki
  • Maria de Loudes da Silva Andrade Neta
  • Alsemir de Oliveira
  • Maclison Leandro Carvalho das Chagas

 

QUE LUGAR É ESSE?

Roraima, terra de ninguém? Talvez. Não dá para compreender como este pequeno lugarejo localizado ao extremo-norte desse imenso Brasil pode ser tão ignorado por todos os lados envolvidos. Somos a menor economia do país, a menor população; logo, formamos o menor colégio eleitoral, e isso, é que faz de Roraima uma terra de ninguém.

Exagero? Coisa nenhuma! Olhemos então para as ruas, para a educação, para o entretenimento, para a saúde, para a segurança; a capital Boa Vista pode muito bem se passar por um bairro minúsculo de alguma das grandes cidades. Perguntamos: será que nossos governantes não sabem administrar um bairro? Saber eles sabem; só não o fazem porque assim é mais fácil ludibriar os pobres governados e assim arrecadar muito dinheiro para férias na Europa e coisa e tal.

Nos prédios públicos, parece que as dívidas ‘comeram’ verbas importantíssimas (ao menos é o que dizem os governantes). Não há linhas telefônicas, Internet, água, energia elétrica e muito menos o bom e velho ‘cafezinho’. Restaurantes que deveriam servir alimentação rica em proteínas e carboidratos ao valor de R$ 1, ou tiveram aumento nesse valor ou tiveram que fechar por falta de “empresas contratadas para fornecerem a comida”.

Inadmissível como os pobres cidadãos são tratados neste Estado. As leis nunca são para todos e somente os poderosos podem abrir um largo sorriso e dizer: “Como é bom viver em Roraima”. E por razões óbvias, claro. Já era tempo de deixarmos de ser província e se tornar um Estado legítimo, que goza dos mesmo direitos das demais unidades federativas. Mas para isso, é preciso boa vontade da classe política e mais atenção por parte dos cidadãos, na hora do voto. Isso tudo pode parecer simplório, mas na hora faz uma enorme diferença.

Tesoura do mal

E a ‘tesourinha’ do Governo do Estado e da Prefeitura de Boa Vista segue fazendo a festa. Houve um corte fenomenal de verbas, por conta da redução no Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o que representa um rombo considerável em ambos os setores do Executivo. As despesas são incríveis, o que vai acarretar em obras paradas, projetos sociais cancelados, e menos festas populares, como o Carnaval (veja texto logo abaixo). E pode esperar um turbilhão de greves em 2011, mobilizadas pelas entidades sindicais trabalhistas. Pois aumento de salário, bônus e inserção de gratificações por isso e por aquilo não serão algo tão viável. É um mal que os roraimenses terão que enfrentar, talvez sem muito resultado, pois a considerar pelos acontecimentos similares já ocorridos, a tendência é só piorar.

Sem ‘esquindô’ e batuques

Como já cantava a galera esperta do Los Hermanos, ‘todo carnaval tem seu fim’. O de Boa Vista teve. A medida foi anunciada esta semana por uma equipe da Prefeitura de Boa Vista, considerando que o município não tem condições de manter uma festa do porte do Carnaval, por conta das dívidas e do pouco recurso disponível. Além da grande estrutura utilizada na festa, as escolas de samba costumeiramente eram agraciadas com verbas para a implementação dos desfiles, carros alegóricos, fantasias, entre outros. Isso tudo não será possível também, o que representa em uma festa popular a menos no calendário de Boa Vista (e podem esperar o mesmo para a Festa Junina e as festividades de fim de ano). Com isso, muitos comerciantes vão deixar de lucrar, como é comum no período carnavalesco. A festa é um grande atrativo turístico, sobretudo por atrair gente da Venezuela e da República da Guiana. Isso também não vai acontecer. Não sou fã de carnaval, porém há muitas pessoas que dependem disso para sobreviver. Entretanto, é possível que algumas pessoas podem muito bem reavivar a chama dos antigos carnavais, com direito a marchinhas, cantigas de roda e muito ‘esquindô’. Bom, veremos!

II ANIME JUNGLE PARTY 2010

Diversão e fantasia bem no meio da Amazônia 

  

É tão incrível quando nos deparamos com uma cultura diferente da nossa, com grupos diferentes do que estamos habituados a lidar e vivenciar um estilo de vida que nunca antes foi o nosso. Melhor ainda quando toda essa cultura nova faz alusão ao que vivemos na infância ou em algum outro período de nossas vidas. Logo, somos dominados por um sentimento de nostalgia e volta ao nosso passado grandioso. 

Assim me senti ao participar, pela primeira vez, de um evento relacionado à cultura japonesa. Não que fosse propriamente 100% japonesa, mas que nesta cultura tinha uma grande ênfase. Me refiro ao II Anime Jungle Party, realizado na cidade de Manaus – AM, nos dias 10, 11 e 12 de setembro.   

Astros do anime "Bleach"

 

  

 

  

  

  

 Foi uma festa incrível. Animes, mangás, cosplayers, bonés, chaveiros, camisetas, heróis japoneses (tokusatsu), games, entre outros. Uma cultura diversificada, estranha por um lado, mas atrativa e interessante, por outro. Crianças, jovens e adultos lotaram o Clube do Trabalhador do Sesi nos três dias, algo que os organizadores contabilizaram uma média de 4 mil pessoas em cada dia de evento. 

Há seis anos realizamos em Manaus o AJP, mas no início tivemos uma pequena repulsa por parte da população, por ser algo novo. E tudo que é novidade causa uma certa estranheza. Com o AJP não foi diferente, mas conseguimos superar as expectativas e hoje somos referência em toda a região norte”, afirmou Christyian Alencar, um dos organizadores do evento.

Pensando…

Quanto mais observo o que acontece mundo afora, mais eu penso que vou enlouquecer um dia. É tudo tão estranho, bizarro, sem sentido, desconexo; com uma pitada de ‘psicodelia’ embebida de alucinógenos.

Sei, isso tudo não faz o menor sentido. Palavras soltas pelo vento servem apenas para voar, voar, sem saber onde cair. Mas é assim que as coisas hoje em dia vão caminhando. Olhe para a educação! Crianças se formando e recebendo diplomas de idiotas, por que não lhes dão o ensino necessário nem a motivação para elas próprias buscarem seu próprio caminho.

Olhe para a política! Corrupção, corrupção, corrupção. Falta tudo, menos dinheiro no bolso dos parlamentares. Falta dinheiro para o bem-estar do cidadão, menos passagens aéreas para os deputados irem se divertir em Miami. Faltam recursos para a infra-estrutura das cidades, mas não faltam verbas (ainda que em secreto) para a reforma da casa do ‘poderoso’ do executivo.

Olhe para a sociedade! Maluca, vagando sem rumo feito zumbis. Famílias desestruturadas, crianças cuja mente é uma esponja que só aspira o que não presta. E os adolescentes? Idiotas, idiotas, idiotas!

Olhe também para as religiões! Não levam ninguém a nenhum lugar. Católicos, protestantes, espíritas, umbandistas, budistas, muçulmanos e tudo o que se imaginar. Nenhuma expressa confiança nem segurança aos seus seguidores.

A que ponto nós chegamos? Onde vamos chegar? Ou ainda…será que, ao menos, saímos de lugar algum? Não há nada que conduza à verdade? Ou temos que navegar por mares sem roteiros, para então encontrá-la? Enxergar o que temos diante do nosso nariz exige uma luta constante. Que tal agora abrirmos os olhos?

BATALHA (QUASE) SANGRENTA

Sabe aquelas batalhas típica dos filmes épicos, onde guerreiros de reinos antagônicos se enfrentavam de forma sanguinária e mortal? É só lembrar-se de clássicos como Gladiador, Tróia, 300, Alexandre, etc. Eram batalhas ferozes, em que cada grupo de guerreiros defendiam sua pátria, sua honra, a segurança e a dignidade de seu país e, muitas vezes, o nome de seu mandatário e chefe maior.

Bom, em Roraima, uma batalha semelhante ocorreu nesta quarta-feira (01), na praça do Centro Cívico. Não foi bem uma batalha sangrenta, mas o excesso de policiais militares no local indicava que uma tragédia logo acabaria acontecendo. Era na verdade o confronto (?) entre os seguidores (não do Twitter) dos candidatos a governo do Estado José de Anchieta (PSDB) e Neudo Campos (PP).

No início, seria um comício disfarçado de festa de aniversário de um, mas que logo foi barrado pelo grupo adversário. Até juiz entrou na história, autorizando que os ‘festeiros’ dessem no pé e fossem soprar velinhas em outro canto. Quase rolou pancadaria. Gritos, urros, trocentas músicas oriundas de carros de som (cada um, de um candidato diferente), criança chorando, mulheres requebrando-se até o chão…ufa! Imagine a barulheira.

O bom é que tudo acabou em paz, não houve tanto excesso assim e o Governo pode iniciar as comemorações do Dia da Independência em paz. Os ‘vermelhinhos’ foram para outro lugar, comemorar o aniversário de seu líder.     

Manifestação no Centro Cívico dos grupos ligados à Neudo Campos (PP) e Anchieta Júnior (PSDB) - Foto: Edinaldo Morais

Neudo x Anchieta, na Praça do Centro Cívico - foto: Edinaldo Morais

 

CONEXÃO NOSSA DE CADA DIA…

Aí está a verdadeira representação da conexão de Internet em Roraima

BANDA LARGA?!

A notícia foi o maior estardalhaço, tempos atrás.. Finalmente, a tal banda larga (Internet de alta velocidade) tinha chegado ao Estado. “Oas!” e “vivas!” por todos os lados e planos para downloads de arquivos diversos (fotos, vídeos, documentos em PDF, etc.) com o “foguete” da conexão em Roraima.O problema é que até agora as coisas continuam na mesma. Ou seja: o foguete ainda é a mesma charrete puxada a cavalos de sempre.

ONDE?

Larga mesmo, só a paciência do consumidor roraimense (que a cada dia encurta que é uma beleza). Empresas, escolas, faculdades e até residências amargam em um martírio cruel que é acessar a Internet velocidade tartaruga. A Oi (Telemar Norte Leste) disse muitas coisas nas solenidades passadas, mas faz outras no dia-a-dia. A informação é de que a empresa não tem nenhuma previsão de quando a tal banda larga estará disponível à toda a sociedade. É mole ou quer mais?

PROVÍNCIA

O problema é que o restante do país já não nos vê como estado constituído e sim como um simples território federal, ou até mesmo uma província. Os dirigentes da Oi devem pensar assim ou cometem essa ‘atrocidade’ pelo fato de investir aqui não ser rentável, já que em todo o estado existem cerca de 400 mil habitantes, bastante inferior a uma São Paulo, ou até uma fabulosa Manaus. Para causar mais indignação aos roraimenses, o Estado não foi incluído no Plano Nacional de Banda Larga, do Ministério das Cidades. A desculpa: “essa tal ‘Rorâima’ fica longe à beça!”. Fala sério, né!

Larga mesmo, só a paciência dos roraimenses...que já está se esgotando.

QUEM PODERÁ NOS AJUDAR?

O mais revoltante é que ninguém aparece para resolver o problema. Nem deputados, nem senadores, nem o próprio governador parece dar a mínima para a lentidão da Internet no estado. Claro! A maioria conecta lá em Brasília, onde atualizam seus perfis no Orkut, no Twitter e no MySpace em uma conexão mais veloz que as sessões extraordinárias para aprovação de seus salários ou algo do tipo. O povo que se lixe com a conexão discada ou transmitida por empresas manipuladoras e mentirosas. Só temos que lamentar e protestar aqui, de forma quase silenciosa…e torcendo para que a conexão não ‘caia’!

Para saber mais:

* G1 – Roraima ficará fora do Plano Nacional de Banda Larga

* Entenda o Plano Nacional de Banda Larga;

* Deputado critica governo por exclusão de Roraima do PNBL;

* UOL – PNBL prevê R$ 3,2 bilhões para a Telebrás